O Livro | CONTOS DE TERROR
Você está aqui: Home > Contos de Terror > O Livro

O Livro

PDF Imprimir E-mail
(1 voto, média de 3.00 em 5)
Escrito por Eugênio Oliveira   
Qua, 17 de Maio de 2017 00:00

O Livro

 

 

O LIVRO

Por Eugênio Oliveira



Estas são provavelmente as últimas palavras que escrevo. Sim, digo isso pois sinto que ELE está aqui.



Sinto sua presença aqui em minha biblioteca. Tentarei relatar como tudo ocorreu.



Sempre fui uma pessoa de hábitos notívagos.



Certa noite, caminhava por uma rua bastante movimentada, o centro comercial de nosso pequeno distrito, quando notei, para minha surpresa, uma pequena loja de livros localizada numa rua adjacente. O que me chamou atenção é que ela ainda funcionava, apesar do adiantado da hora.



As letras fizeram parte da minha vida desde a mais tenra idade. Autodidata, os livros eram minha vida.



Eram como amigos...



Família...



Amantes...



Sim, amantes!



Pois nutria por eles um sentimento passional, uma paixão fervorosa!



Ao me aproximar, senti uma energia diferente ali, era como se aquele lugar me arrastasse...



Entrei.



Minha primeira reação foi de espanto!



Por quê?



Não havia nada ali!



Era um cômodo quadrado, sem prateleiras, livros, nada...



Somente um balcão.



Depois de alguns segundos, percebi uma sineta sobre o balcão.



Toquei.



Logo em seguida, de uma porta lateral ocultada pela escuridão que permeava o local, surgiu a mais encantadora criatura que eu jamais vira:



Silhueta fina...



Pele branca como a neve...



E os olhos....



Ah, os olhos...



De um negro tão profundo que causaram em mim verdadeira hipnose.



Antes que eu pudesse me recuperar, ela se dirigiu a mim com uma voz doce, mas ao mesmo tempo imponente:



"Boa noite cavalheiro, em que posso servi-lo?"



Nesse momento seus olhos se fixaram nos meus de tal maneira, que minha sensação era a de que ela podia ver através da minha carne...



Via minha alma!



A desvendava!



Sondava meus desejos mais profundos...



Perversos...



Profanos...



Sem conseguir articular uma palavra sequer, permaneci em silencio.



E ela:



"Pois bem senhor, vejo que seu interesse não pode ser explicado por razoes humanas"



"Só um instante..."



Me sentia atordoado.



Depois de alguns minutos de espera, ela regressou com um livro nas mãos.



Imediatamente senti uma atração inexplicável por aquele objeto, como se fossemos UM...



"Este volume foi escrito há muito tempo atrás. E raríssimo. Poucos souberam de sua existência. Menos ainda puderam desfrutar do conhecimento nele contido."



"Pegue, é seu."



"Quanto?" foi a única coisa que consegui dizer...



"Nada meu senhor."



" Você não o está comprando..."



"ELE o está escolhendo!"



E me entregou o volume.



Era como se eu estivesse recebendo uma descarga elétrica. Todo o meu corpo ficou paralisado. Meus sentidos me traiam, pois não conseguia mais distinguir os sons...



Minha visão estava turva...



Era como se eu estivesse adormecendo...



O terrível sono da morte!



Quando recobrei os sentidos, estava exatamente no mesmo lugar!



Porém sozinho!



Sai daquele lugar e fui para casa.



Assim que cheguei, fui imediatamente para minha biblioteca, com minha nova aquisição, sentei em minha poltrona com o livro nas mãos.



O livro...



Era um tomo antigo, com uma capa de couro cru afivelada e com as páginas negras!



Hesitei...



Não o abri naquela noite...



Nem na seguinte...



Seis noites eu hesitei...



Precisamente hoje e a sétima...



Não resisti...



Aqui senhores, relatarei a verdade. Serei taxado como louco, sim...



Mas o que é a loucura?



A loucura nada mais e do que o ápice do conhecimento!



Eu o abri.



E o que está escrito naquelas páginas malditas, escritas com sangue...



E algo que nenhum ser humano deveria conhecer!



E eu pagarei um preço muito alto por ter posto meus olhos nesse tomo infernal!



Tenho medo...



E por que eu?



Não sei!



Aquela mulher misteriosa disse que ELE me escolheu...



Talvez...



Minha alma seja tão negra quanto as páginas desse livro...



Ele está aqui...



Agora!



Posso senti-lo...



Veio me cobrar o preço pelo conhecimento profano que adquiri...



Mas vou levá-lo para a tumba!



Que Deus tenha piedade de minha




(Aqui termina o manuscrito)



Dois dias depois o professor Rosswell foi encontrado morto em sua biblioteca.



Ele havia se enforcado!



Investigações posteriores relataram que não foi encontrado livro algum e que não existe loja alguma de livros desse tipo em Providence.



Segundo o médico particular do professor, ele era portador de um sério distúrbio mental.



A polícia encerrou o caso!



 

 
Autor: Eugênio Oliveira

Leia outros artigos deste autor

Comentários   

 
#1 Guest 21-05-2017 20:23
Olá eu realmente gostei do que eu li e estou interessado em fazer uma adaptação em quadrinho para essa historia e claro apenas com sua permisão.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 

PageRank

Pesquisa de informações

Leitores Online

 

Área de Autenticação








Após o cadastro, acesse seu e-mail e siga as instruções.
Copyright © 2017 CONTOS DE TERROR. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.