Fantasmas | CONTOS DE TERROR
Você está aqui: Home > Resenhas > Fantasmas
PDF Imprimir E-mail
(5 votos, média de 4.80 em 5)
Escrito por Luciano Barreto   
Qui, 19 de Junho de 2014 00:00

 

 

Fantasmas

 

Resenha de Fantasmas

por Luciano Barreto

 

O livro Fantasmas, escrito por Dean R. Koontz, foi publicado no Brasil em 1986 pela editora Record. A primeira e única edição brasileira possui 350 páginas que foram traduzidas por Maria Isabel de Araripe Macedo. O título original, em inglês, chama-se Phantoms. ISBN: 9780399154348. O gênero é terror.


A história inicia-se na delegacia de Snowfield, Califórnia, onde o policial Paul Henderson presencia uma situação aterradora. Em poucas páginas, Koontz incute dúvidas macabras na mente do leitor.  Depois, passa a contar sua estória a partir da chegada de duas irmãs, Jenny e Lisa, na cidade. Lá, elas percebem que há algo de anormal no local, pois seus poucos moradores estão mortos ou desaparecidos. A duras penas e vencendo situações terríveis, as irmãs conseguem ajuda policial. Aos poucos as parcelas de terror vão sendo entregues ao leitor que toma ciência de que uma coisa deveras antiga e nefanda assola a cidade. Quem poderá combater esta coisa? E se alguém conseguir, de que maneira o fará? Por muitas e muitas páginas o desespero acompanha o leitor e não permite respostas para tais perguntas.


Certa vez li uma obra de Koontz intitulada “A casa do mal”. À época, achei o livro mediano. Considerei-o apenas mais um. Por tal motivo relutei muito em ler Fantasmas. Mas ao final desta última leitura me peguei fazendo a seguinte pergunta: por que não li este livro antes?


Dean Koontz logrou mostrar em Fantasmas o porquê de ter muita fama no que tange à literatura de terror. A obra é muito bem estruturada. Os capítulos são bem amarrados. As personagens e seus diálogos renovam a vontade de continuar lendo o texto. O enredo é pertinente. A narrativa é cadenciada, nem muito detalhista, nem muito apressada. É verdade que o ritmo da história não se mantém extraordinário por todo o livro, contudo a trama ora está ótima, ora está muito boa. E o melhor: há terror, nobre leitor. Há suspense, claro. Mas não falo dele, falo de terror; aquilo que lhe causará medo e o fará deglutir com certa rapidez. Eu, que tenho extrema dificuldade em sentir qualquer manifestação de medo lendo livros de terror, senti medo ao ler certos capítulos deste livro. Passei por coisa parecida lendo “Os mortos-vivos”, escrito por Peter Straub.


Há um filme homônimo baseado no livro Fantasmas, porém a obra cinematográfica não se compara à literária. O livro, no qual Koontz apresenta um novo e pavoroso conceito de fantasma, é bem mais medonho.


Se alguém me inquirisse sobre um livro de terror para sentir medo eu não hesitaria em dizer “Leia Fantasmas, escrito por Dean R. Koontz, pois é grandioso”. Há alguma dificuldade em encontrar esta obra pela internet e quando se encontra, os preços não são agradáveis. Contudo, pode haver outros meios eletrônicos de consegui-lo por um preço mais justo. O conselho “Nunca julgue um livro pela sua capa” vale para essa obra.

 
Autor: Luciano Barreto

Leia outros artigos deste autor

Comentários   

 
#1 Guest 11-06-2015 23:13
De fato a capa não tem nada a ver com a obra. Como era de praxe nessa época, as editoras colocavam fotos de mulheres nuas nas capas, rostos de pessoas famosas, etc.
Intrusos do mesmo autor tem duas capas, uma com um rosto na capa, nada a ver com a obra.
Lembro-me de um livro do Stephen King, O Iluminado com a foto do rosto da princesa Diana na capa.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 

PageRank

Pesquisa de informações

Leitores Online

 

Área de Autenticação








Após o cadastro, acesse seu e-mail e siga as instruções.
Copyright © 2019 CONTOS DE TERROR. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.